30 de junho de 2014

A sete chaves

O Amálgama publicou meus comentários sobre Das paredes, meu amor, os escravos nos contemplam, novo livro do Marcelo Ferroni. 

"Tal como esperado, o enredo é cheio de suspeitos e reviravoltas, principalmente devido ao fato de ter ocorrido num quarto fechado. Quem cometeu o assassinato? Como o fez? Por que razões? Essas são as perguntas que pairam entre os personagens que estão absolutamente ilhados na fazenda, sem possibilidade de contato com o mundo exterior. E é justamente nas tentativas de responder a essas questões que rancores, ressentimentos e medos afloram, expondo a constante disputa por poder que marca a história dos Damasceno."

Faço ainda outras observações sobre o livro aqui