3 de fevereiro de 2014

Limões, limões


"Noto que é sem reparar no meu comentário sobre ipês e galhos e se esforçando para soar amena, sobretudo por atentar ao fato de que disfarço o azedume que sinto ao olhar o copo no qual a vodca já não é senão gelo derretido & bagaço de limão, que ela comenta uma notícia que leu num jornal ou revista, e me pergunta


– o que você acha?

sem me perceber mortificado."



Esse é um trecho do meu conto Limões, limões, publicado na revista Pessoa. Para ler inteiro é só clicar aqui. E recomendo a leitura dos outros textos da revista, sim? Só tem coisa boa, garanto.