15 de junho de 2009

:

“Prefeitura e Câmara Municipal deram apoio integral à Marcha da Família de Campinas com Deus pela Liberdade no final da tarde de terça-feira, dia 7 de abril [de 1964]. O prefeito decretou o fim do expediente dos funcionários às 16 horas, para garantir uma participação maciça. O transporte por ônibus foi gratuito. Os bancos fecharam as portas às 15 horas.


A manifestação teve a participação de mais de 70 mil pessoas, que partiram da Universidade Católica de Campinas, na esquina das ruas Francisco Glicério e Marechal Deodoro, e terminou em frente à Catedral.


As bandas municipal e da Escola Preparatória de Cadetes abriram a Marcha de Campinas. Apontada como a principal organizadora da manifestação, a professora Silvia Simões Magro abriu a fase de discursos. O último a falar foi o prefeito Ruy Novaes, que acentuou: ‘O mandato de vereadores vermelhos já foi cassado pelo povo a 3 de outubro último’”.


(MARTINS, José Pedro Soares. Campinas Século XX – 100 anos de história. Campinas, SP: Rede Anhangüera de Comunicações, 2000, pg. 133)