11 de junho de 2008

Anteontem, 19h30, Masp

A leitura de Duelo foi ótima.


A princípio, os atores seriam Caio Blat e Maurício Soares, dirigidos por Cacá Toledo. Entretanto, por compromissos outros, Caio não pôde ir, de modo que a leitura foi feita apenas pelo Maurício e Cacá. E de modo algum houve alguma perda.


Ouvir o texto dá outra dimensão daquilo que está no papel. E é justamente esse um dos fascínios que tenho pelo teatro. Ouvir Duelo foi algo surpreendente, percebi humor onde não percebia, percebi falhas onde não percebia. O texto finalmente ganhou vida – e espero que ganhe ainda mais, uma vez que tentaremos montá-lo tão logo seja possível.


Por fim, aconteceu um debate muito interessante com a platéia – que, por sinal, estava tão cheia quanto interessada. No palco, eu, João, Cacá e Maurício debatemos com os interessados diversos aspectos da peça e dos assuntos que ela trabalha. Espero ter respondido às questões minimamente bem.


(Gostaria de ter algumas fotos, mas não foram feitas.)